EntrevistasSe o mundo mudou, temos que mudar também

Professor da Business School escreve mensagem para tentar levar um pouco de serenidade e, por que não dizer, tranquilidade aos empresários em tempos de tantas incertezas Sobre o que falar a respeito da pandemia da COVID-19 para agregar algum valor a vocês, nossos leitores? Muitos dizem que o melhor é reconhecer a gravidade da crise e seguir as orientações médicas. Por ora, isso é o que está ao nosso alcance. É questão de saúde. Isso...

Professor da Business School escreve mensagem para tentar levar um pouco de serenidade e, por que não dizer, tranquilidade aos empresários em tempos de tantas incertezas

Por Enio Klein*

Sobre o que falar a respeito da pandemia da COVID-19 para agregar algum valor a vocês, nossos leitores? Muitos dizem que o melhor é reconhecer a gravidade da crise e seguir as orientações médicas. Por ora, isso é o que está ao nosso alcance.

É questão de saúde. Isso é um fato. Mas a correlação entre a crise que vivemos e os outros aspectos de nossa vida é inevitável. Contudo, ao contrário de outras situações, onde crises levam a oportunidades, essa, relacionada com vida e morte, causa medo e pessimismo. Na medida em que a crise avança – e isso é inexorável – o pânico e a depressão serão os próximos passos. O mundo mudou de repente. E a gente precisa se acostumar e seguir em frente. A casa não caiu, e a gente não pode deixar que ela caia.

Uma metáfora

Ao mesmo tempo que os profissionais de saúde trabalham para combater o vírus, não deixar as pessoas adoecerem ou cuidar das que já estão contaminadas, nós, que trabalhamos em outras áreas, temos a obrigação de manter essa casa em pé. De nada adiantará todo o esforço para tratar as pessoas e mantê-las vivas se a casa cair sobre elas.

A metáfora da casa significa não só tratar da doença e dos doentes, mas manter a todos em condições de viver. Para isso, a economia precisa girar ou então o cenário ficará pior do que está. Otimismo e vontade de levar em frente é exaltar a necessidade de continuar vivendo. É preciso respeito e atenção com a situação, mas temos que evitar a paralisia e o imobilismo.

Quem trabalha com consultoria e tecnologia, como eu, tem um papel importante nesse novo mundo. Como cidadãos, cumprir as determinações das autoridades de saúde, e como profissionais ajudar com nossa experiência, conhecimento e ferramentas tecnológicas, manter a roda em movimento.

Colaboração em ação

Como fazer isso? Basta vermos onde nossas atividades podem colaborar e colocá-las à disposição das empresas para que elas não parem. Se trabalhar em casa é a solução, vamos ensinar e disponibilizar ferramentas para que se possa trabalhar em casa da melhor forma. Se a logística é caminho crítico, vamos colocar as plataformas de tecnologia à disposição das empresas e da população. São exemplos entre tantos outros. Mas temos que aceitar faremos isso ganhando o mínimo e investindo no futuro.

Mas existem meios termos. É só olharmos os negócios sob uma outra perspectiva: sobreviver para manter as paredes e as vigas que sustentam nossa economia. Só assim continuaremos a ter casas para morar agora e quando a crise passar. Mas para isso temos muitas coisas para rever como cidadãos, profissionais, executivos ou empreendedores. E que seja rápido. Não temos tempo e temos que ser cirúrgicos indo direto aos pontos críticos.

Assim, entre oportunidades e oportunismos, faces da mesma moeda, é necessário que cada um continue a fazer o seu papel da melhor forma possível e exercitar a tolerância para entender que não dá para fazer as coisas como poderíamos em outras circunstâncias e nem ganhar tanto quanto merecemos.

*Enio Klein, CEO da Doxa Advisers, professor de Pós-Graduação na Business School SP, especialista em Transformação Digital, em vendas, experiência do cliente e ambientes colaborativos

 

 

 

B8 Comunicação e Editora

A B8 Comunicação desenvolve projetos editoriais completos, desde a concepção até a publicação. Nosso trabalho envolve a criação de projetos gráficos, coordenação de pautas, reportagens, entrevistas, produção e edição de textos, serviços fotográficos, edição de imagens, diagramação, editoração eletrônica, pré-impressão e comercialização de espaços publicitários.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *